Cabelo colorido x praia


Definitivamente cabelo, praia e piscina não combinam. A cabeleira loira, descolorida ou pintada, vira uma bagaça só de olhar pra água e com a contribuição do vento, atinge o ápice da destuição do que era um loiro com brilho hidratado. E não adianta shampoo específcio, cremes, máscaras, etc, etc, a não ser que vivas dentro de um salão, tipo da praia direto para o banho de creme no salão preferido, se não quiser ficar parecendo uma medusa.
 Meu cabelo fica quase isso quando lavo e deixo secar livre leve e bagaça

Por causa do cabelo que está um pouco longo e é mega volumoso, eu deixo de entrar no mar e cair na piscina como as outras pessoas normais, porque ninguém merece lavar ninho de guacho seco todos os dias, vê-lo secar e virar uma medusa so deserto. Olha o desastre ...ah!

Acredito que não seja apenas eu que tenha esse receio de entrar na água por causa do cabelo. O loiro volumoso é um dos motivos, mas entre tantos está também o tal do alisamento. Esse não combina mesmo com o cloro da piscina nem com as águas salgadas do mar. É molhar e pronto, adeus cabelo lindo e liso.

Nesse impasse de cabelo e praia, a conclusão que vejo é cortar a cabeleira bem curtinha, única maneira de não se aborrecer de estar pertinho do mar e morrer na seguidão, molhando apenas o pé. Com o cabelo curto dá pra cair na água sem preocupar na bagaceira seca dos longos fios arrepiados de antes, naquela nota que você deixou no salão pra ficar com aquele loiro dos deuses, sem falar no último método de alisamento que custou o salário do mês.
Rosto perfeito para o cabelo curto
Pensando assim, dá vontade de correr para o salão e tosar tudo. Mas, entra o X da questão: o rosto não se encaixa ao cabelo curto ou o marido/namorado/pai/mãe não gosta e por aí vai. Cabelo curtinho fica lindo para quem tem rosto perfeito pra mostrar o cartão visita, é um abre alas, do contrário será um impacto para quem ver. A Atenção fica concentrada ali, na cara mesmo por causa do cabelinho que sumiu da cabeça.

Eu vivo com o cabelo preso, sempre com rabo de cavalo.  Solto, posso contar nos dedos as vezes que ele ficou balançando ao vento. Meu cabelo não tem jeito, e um amigo costumava dizer: por amor a todos os santos...não me saia com esse cabelo de Gal. Cabelo de Gal? ela perde para o meu...hahaha

Então, por quê estou deixando esse cabelo ficar longo? Mas se corto no ombro fica essa casinha de sapê...olha eu na juventude an foto abaixo!....hahahaha...coisa horrivel que continua cada dia pior...ugh!..tenho fotos melhores, mas sem noção onde estaria. Sem câmera digital costumava revelar muitas fotos e sair jogando em qualquer canto. Como não tenho lugar fixo pra morar, acabo desfazendo ou deixando em  alguma casa de parente que não faço a menor ideia. Essa foto peguei da minha sobrinha que colocou no face!kkkk


Meu pai sempre dizia que a beleza da mulher começa com os cabelos longos. Nunca gostei de cabeleira super longa...mas já tive na época da faculdade, até que um professor ao me chamar pra pegar uma prova, na minha ida até a frente da sala ele comentou...PARECE UM CABELO ANDANTE. Tosei ele de raiva. Eu queria mesmo era ter um cabelo normal mais para o liso, daquele tipo que lavou, secou ao vento, tá pronto e lindo...e que ficasse mais ou menos assim...gosto dessa altura acima do ombro, curtinha mas nem tanto.



Se não tenho as ondas de Gisele queria um cabelo mega liso para deixar abaixo dos ombros
modelo desfilado para a coleção primavera/vernao 2013 - Carolina Herrera.


Comments