Preço de roupa nos USA e no Brasil - diferença


Tem gente que não entende o que leva uma mulher ir às compras, voltar com sacolas cheias e querer sempre mais. Nos últimos dias de viagem, quando idealizei que estava para partir deu um desespero, uma vontade de comprar tudo que estava na promoção e chamar de meu, esquecendo da promessa que fiz de contenção de gastos e daquela MALA sem espaço para uma agulha, que voltou com os exatos 32kg, depois de abandonar algumas peças em NY.
Queria levar tudo comigo, como se a vida estivesse no fim, sem novas viagens, novas coleções ou novidades desse mundo cada vez mais moderno... Isso é desespero,  confesso...hahaha.

Talvez seja o ato de ter gostado do local, da facilidade ao acesso do BBB (bom, bonito e barato). Isso é ridículo, principalmente na minha idade. Mas vale lembrar que a idade faz parte disso tudo, é como se não tivesse vivido o suficiente na juventude. É como se tivesse deixado passar oportunidades, ou pela falta delas. Sempre vivi na simplicidade, ela é parte da minha vida. Hotel bom, nem pensar. Roupas e sapatos só no final do ano – uma muda para cada filho, era a regra do meu pai. Coitado dele e de minha mãe, com 11 filhos pra sustentar,  era uma alegria sem fim receber o presente de fim de ano. Alegria pura. Eram tecidos e minhas irmãs desenhavam o modelito e costuravam.Eu até aprendi a costurar, acredita?

Viagens eram só para os dias de festas nas cidades vizinhas. Se não tinha parente para hospedar, então ia pra pensão, a mais barata – nunca com banheiro no quarto. E isso tudo era divertido na época. Hoje temos os hostels, com opções de estar no meio de desconhecidos em um só quarto e ainda dividir o banheiro, Não sai tão barato, principalmente quando se tem que converter a moeda.

Voltando ao assunto compras, ontem quando passei pelo aeroporto de Salvador, dei uma espiada nos preços das roupas da CK porque o cartaz me chamou a atenção  - 40% de desconto.
Assustei com os valores, principalmente com esse top com jeito de frescor. Dá pra entender o quanto pagamos de impostos, não é mesmo? Espia só...

Comparando um top que comprei lá nos USA, também da CK...malha quase podrinha com pedrinhas, saiu na faixa de $ 11.00 (R$ 23.00)...e esse sweater de lã fina da H&M custou $10.00 (R$ 21.00).


Calça colorida Calvin Klein: comprei uma verde escuro meio azul petróleo (não consegui definir a cor até então) que usei e abusei em Orlando juntamente com o meu tennis shock color. Paguei em torno de $12.00 na calça, o que equivale uns R$ 26.00. Pena que só tinha uma no meu número, senão viria comigo a coleção pra usar muito no verão.  E olha a mesma calça em outra cor....o preço...ui...que susto!
 A minha calça CK...nas fotos super escuras...

comilanças...eu adoro comer...e beber uma cerveja gelada
Aproveitando que estamos falando de roupas e preços, as vezes certas peças super simples, sem glamour, passam a ser uma paixão. Eu paguei por esta saia de renda elástica, na Forever 21, acho que $7.00 (R$ 15.00) e esse top com paitês na frente – Tommy Hilfiger, na promo, saiu a $14.00 (R$ 30.00).
detalhe do paetê no top, bem discreto por ser branco.
 sweater de coração, leve e perfeito para os ventos das tardes de verão (mas como o verão anda quente por demais, vai servir mesmo é para o outono)

Agora me conta se daria pra resistir a não colocar na sacola? 
Por um lado estou achando ótimo os preços estarem nas alturas acá na nossa terrinha, porque assim, não compro.
Mas pra você que está de malas prontas pra viajar, se fores aos USA, dá uma espiada nos fundos da LORD AND TAYLOR....tem promoção todos os dias de boas marcas. 
Eu costumo sempre ir nas peças mais baratas...que segundo Mike é um erro..::)
Compras na Lord and Taylor:
calça e o top com pedrinhas CK
top de paetê Tommy Hilfiger.
 

Comments