Comendo à moda mineira


Comida mineira é conhecida pelos quatro cantos do Brasil, é popular, é famosa, tem variedade, tem adequação do prato internacional ao gosto mineiro, mas o que vale mesmo é o tradicional. Para muitos a comida é pesada, no sentido de pesar o estômago, e algumas das referências utilizadas por quem assim diz, é por culpa do tutu e do torresmo. Quem iria resistir a um bom torresmo com uma dose de cachaça nas conversas de buteco?

Com certeza a gordura não faz bem à saúde, todos os dias há alguém escrevendo, fazendo reportagens por todos os meios de comunicação. O açúcar, o sal, as frituras, o excesso de comida e infinidades de outras coisas que sabemos bem, nunca fizeram e nem farão bem ao coração.

Mesmo ciente de tudo o que é ruim ingerimos, com ou sem peso na consciência a lista dos proibidos. Comer pouco tudo bem, o vilão maior é a gula. O resultado aparece quando o jeans não fecha o ziper ou pára no quadril, porque o culote alargou de uma forma nunca visto antes. É culpa daquele café da manhã ingerido com pelo menos 2 pães feitos de farinha branca, bastante manteiga, sem falar no bolo, pão de queijo, rosca doce...café com bastante açúcar....ah, quantas delicias.
Vem a hora do almoço, mas antes dele chegar, encontra um amigo pra tomar um café. Tem biscoito de queijo, broa de canjica....

Tá na hora de almoçar, porque é sagrado, o mineiro não fica sem, para muitos é quase uma obrigação. Os olhos pulam de alegria quando passamos por um self service. Está repleto de delicias mineiras, e não tem jeito, tem que experimentar um pouco de cada e no final, o prato fica pequeno. Os olhos não controlam a gula. Tem um detalhe, é sexta-feira, dia de feijoada (em todo Brasil), de torresmo, costelinha de porco....é comer e suar, o calor está insuportável....e daí?



Mesmo saciado, o incontrolável estômago (sim, agora a culpa é dele e não sua) corre para a sobremesa. Tem tanta variedade, mas o pudim.....hum...que delicia....Hoje vai ser só ele, amanhã é outro dia, o que será que tem de diferente para a sobremesa? 


Esse dilema é de muitos que não conseguem controlar o excesso de comida. Minas tem de tudo, e tudo é muito bom. Comer pode, mas com controle. Pra compensar e fazer bem ao corpo, exercitar é uma necessidade, nem que seja uma caminhada de 30 minutos por dia em passos mais apressados. O resultado vem...é só experimentar. 

Comer é bom demais da conta, sô, assim diz o mineiro. Comer pode, deve, mas devagar e pouco em cada refeição.

Quer aprender a fazer torresmo mineiro? Achei esse site aqui com dicas e receitas maravilhosas da cozinha de Minas.




Comments