Bistrô Polytheama - Pium/RN

Quando estamos fora de nossa cidade viajando pra curtir férias ou a trabalho, queremos conhecer lugares diferentes e aproveitar cada minuto. Também queremos explorar a gastronomia, os bares e o que a cidade ou vila tem a oferecer. O assunto é o repetitivo das vilas de Pium ou Cotovelo, porque estou vindo e indo, e o jeito é desvendar as novidades, que são raras.

Com o verão, chega com ele novos restaurantes ou bares. A novidade do momento é o bistrô POLYTHEAMA.
O lugar é pequeno, rústico, poucas mesas e menu com preço fixo para o jantar. Entre arboredos e na simplicidade do lugar, enquanto se espera para ser servido, sente-se o cheiro da creperia ao lado pra atiçar o apetite.
as mesas são dispostas na pequena área e no jardim
Nas paredes e por tarde do bistrô, uma lembrança do passado. Rádios, vitrolas, quadros revivendo os tempos antigos que, para alguns é saudade da época de ouro.
o mundo do cinema
No banheiro, espelho  moldurado com uma TV antiga - a SEMP, quem se lembra? e me levou para os tempos de criança. Aliás, foi um absoluto retorno à fazenda onde vivi, que se tudo estivesse como dantes, daria um belo museu. Mas, a curiosidade de criança leva à destruição. Tentávamos sempre descobrir como poderia um rádio a pilha falar. Sem respostas, resolvemos desmontar ele todinho. Resultado foi que nunca mais funcionou. 
porta do banheiro toda em madeira
moedor, o antigo liquidificador arno e não sei ao certo se um bule ou lamparina
O bistrô oferece ainda uma noite do vinil onde quem escolhe a música é o cliente, que pode levar o seu pra tocar na vitrola. 
Ao som escolhido ao gosto do frequês, você aprecia o cardápio do dia com entrada, dois pratos principais e sobremesa.
cardápio do dia
brigadeiro
Final da noite, depois de apreciar o lugar tranquilo, chega o momento das fotos pra fazer de conta que vivemos na época antiga..hahaha.
 
Recordar os tempos de criança inocente é reviver a melhor fase da vida.

Local do Bistrô: entrada de Pium, direção a Cotovelo/RN.
No verão, precisa fazer reservas.

Comments