Usando brilho com brilho + impulso em comprar na promoção, doença ou diversão?


Eu pensava que seria difícil encontrar uma maneira de usar aquele top da Farm meio soltão, mas já caí dentro dele na primeira oportunidade que encontrei para dar uma esticada por aí. Optei por usar com uma saia que andava perdida no armário, muito embora acho que ficaria legal com uma calça skinny. Vamos combinar que no calor nordestino uma skinny seria do tipo sair do ar condicionado, entrar em outro e permanecer, do contrário é suar igual peão de obra no sol do meio dia.

Minha combinação ficou diferente - porque sou estranha; ficou fora de moda com a saia estilo balonê - nunca fui de seguir moda; seria o look para jovens, mas eu não me importo em vestir de qualquer maneira e pronto. A composição ficou brilho com brilho, quando o legal seria uma peça fosca, não é mesmo? pra piorar o cenário reluzente, catei a cluth com brilho..kkkk..#peruavelhaebrega.
top Farm, saia Tuart, cluth Guess, sandália Arezzo
Essa saia é uma das milhares de peças que eu, na mania de comprar - ou doença, porque segundo os psicanalistas, psicólogos, psiquiatras e afins quem compra por impulso é doente (eu deixei essa fase, agora consigo me controlar, quando estou longe de outlets..rs) chegava em casa e jogava a sacola pra dentro do armário sem abrir, quase ao estilo dona Helô de Salve Jorge - a delegada mais chic do planeta. Quando mudei do apartamento de BH para um quarto - postei AQUI e AQUI, é que me deparei o quanto gastei com roupas e sapatos para nunca usá-los ou descobri-los quando estão out of fashion.

Em uma seleção corrida na mudança, tentando diminuir o bagulho, perdi a conta de quantas peças e sapatos novos doei de última hora. Atos impensáveis e de satisfação momentânea fazem o feio ficar bonito, o estranho fashion e assim por diante. Basta estar na promoção, não importa o quê e qual a serventia. Naquele momento alucinótico de compras ou deprê, pra ser mais sincera, a mente trabalha com cada item on sale, baseada em ideias fixas de tem que levar, não posso perder essa promoção.  
  
Quando se chega em casa com as sacolas que vão direto para o fundo do armário, inicia-se um ato de depressão maior ao pensar no montante gasto, e que a vida não mudou em nada, tudo continua igual, menos a sua conta bancária que foi parar no vermelho. O pouco de alívio desse momento frustante, é quando se resolve abrir o embrulho e você se depara que realmente fez um bom achado com peças que valeu a pena. O triste é quando terminada a facinação que te circula dentro da loja, percebes, já na sua casa, no mesmo dia ou semanas, meses ou anos mais tarde, que cometestes um ato insane em comprar aqueles 10 pares de sapatos ou aqueles vestidos, que nem foram tão baratos assim, e você nunca os usariam nem que vivesse por mais 200 anos.

Comments

  1. Replies
    1. Então Natalia, comprei lá com nossa amiga Bibi..bjs.

      Delete
  2. Essa é a minha amiga Soso, essa estranha adorável!!! Mesmo dizendo usar roupa fora de moda é absolutamente fashion!!! Bjs
    Mary Carvalho

    ReplyDelete
    Replies
    1. Mary, Mary, Mary...que saudades eu estou de você. Somente tu pra deixar um comentário assim..tão parecido comigo...rs..amei! continue a ver minhas esquisitices por aqui. Beijocas

      Delete

Post a Comment