A busca de hotel e a mala - limitações humanas x o estilo nas ruas de Veneza


minha mala poderia ser apenas uma delas e nada mais...
Tenho limitações quando se precisa fazer busca de hotel, principalmente quando sei que estarei só, de posse de uma mala e ainda ter que trabalhar durante a estadia. Isso significa que o hotel tem que ter internet, se possível free. Quando encontro a área que gosto ou acho mais interessante, não consigo encontrar o hotel dentro das tais limitações, e aqui entra também o preço.  Mas, mais que isso, a localização. Que agonia. Pode até ter ofertas imperdíveis em outras áreas, mas não, o cerébro parece ficar limitado em áreas já conhecidas ou “bem faladas”, com hoteis de redes também conhecidas. Ninguém quer desembolsar o suado e dificil dinheiro para ter surpresas desagradáveis tanto no hotel quanto na área. E os tais comentários que as pessoas deixam sobre os hoteis por onde passaram? Muitos me fazem desistir na primeira leitura. É assustador. Antes fosse eu uma mochileira, porque eles parecem não se importarem com as zueiras, de usar a privada comunitária, de aguardar a fila do banho, o barulho, o quarto etc, apesar deles, os mochileiros dizerem que só ficam em locais bem selecionadas. Porém, acho que aqui entra o fator idade. Idade muda tudo na vida da gente. 

Quando se está jovem quanto mais gente ao redor melhor. Queres mais é conhecer pessoas, ir pra farra, dividir o quarto se possível com 10 pessoas, o barulho ou murmurim da chegada dos farristas na madrugada não incomoda, aliás, pensas que poderias fazer parte do grupo e já programas a saída do próximo dia. O jovem quer aproveitar tudo, e aquele que não entra na onda é careta. Sim, isso é o que eles pensam. Se reclamas de algo, da zueira, és careta em dobro. E assim são os hostels ou alberques da vida, feitos para quem tem paciência e se jogam nesse mundo sem preocupar se irás ou não dormir com 10 ou em um quarto super mega minúsculo apelidado de privativo, tomar banho enquanto o outro canta debaixo do chuveiro, seca o cabelo ao lado, troca de roupa, escova os dentes...não que eu não consiga na fase da velhice (se o hostel aceitar, porque alguns limitam a idade a 30anos), se for preciso e tê-lo como opção de $$$ ou aventura na vida, seguida de pílula de paciência. Se acompanhada por amigos, melhor.
 
não, eu não vou arrastar todas elas em viagem...minhas roupas agora ficam na sua maioria dentro das malas
Eu amo viajar, mas duas coisas, às vezes, quase me fazem desistir nessa idade crítica: primeiro vem o da busca do hotel e a segunda, a tal da mala. Odeio ter que puxar mala de um canto para outro, descer e subir escadas, de arrastar até o táxi, metrô, no aeroporto ou whatever. O ato de ser pobre tem dessas coisas, porque os ricos não fazem nada disso, pagam alguém..kkkk.. A outra birra é em separar roupas pra mala de viagem. Pior que arrastá-la, é ter que arrumá-la. Não, não consigo enxergar  viagem perfeita devido a tal fato. Odeio (não consigo achar outra expressão) ter que separar até a calcinha, acho que não deveria levar nada, somente uma bolsa para os documentos, pequena se possível e uma mala de mão (minúscula) com, no muito, o equipamento de trabalho (melhor se pudesse ir sem eles) e uma muda de roupa, e olhe lá. Já acho muito. Shampoos, cremes, maquiagens e outras tranqueiras, nem pensar. Um bom cartão de crédito seria a salvação de todos os problemas, mas esse cartão, a conta nunca poderia chegar até seu endereço, bem ao estilo sonha jacaroa e volta para o mundo dos pobres e mortais, força na peruca e vá fazer a mala. 

Quando se fala em viagem, se depender de mim, e assim será, nunca serei uma mulher elegante pelas ruas das cidades mundo afora, pois jamais terei a paciência de carregar algo que ocupe muito espaço. Deixo o charme e o show para elas, as fashionistas. 






Ela é a Franci, amor de pessoa. Conheci na viagem e visitamos várias cidades juntas. Pensa em uma pessoa elegante? fiquei pasma com a composição da mala de viagem dela - apenas uma não tão grande, com diferentes casacos e botas que irei mostrar em outros posts. E olhe que esquecei de tirar fotos de todos eles.

Fotos tiradas em Veneza/Itália. Estilo de rua.

Comments