Maui: praia em Hana e sua areia preta

vista do restaurante do hotel em Hana

Praia é igual amor. Se você não se encanta à primeira vista, vai se acostumando aos poucos para se apaixonar. Assim como todos os lugares no mundo, Maui foi um leve impacto à primeira vista. Com os dias, me acostumei tanto que estou achando o lugar mais lindo do mundo hahahaha. 

No final de semana passado fomos visitar um local em HANA, aqui na ilha. A viagem é um rodopio nas montanhas de ficar doente do estômago, mas com pavimento e sinalização notas mil. Para quem enjoa com facilidade, melhor tomar um remedinho básico para não botar o bode pra fora. 

Depois de 2:30 chegamos ao hotel e foi aquele wow! um mar azul de querer ir correndo se jogar nas águas. De estômago cheio e toda equipada, mais que depressa, enquanto o quarto não era liberado, corri para a praia. Ui...foi impacto. Esperava mais, bem mais diante do que se via do restaurante do hotel. Achei a praia feia - quase ninguém, essa parte é boa, o povo estava nos bares/restaurante lá do fundo.

E aí não pude deixar de registrar o look do dia, aliás, de quase todos os dias...ahahahah, e claro, da graça da criançada fazendo arte na maior diversão no mar. Olhe só.
todos queriam subir esse concreto...kkk...até eu fiquei com vontade pensando que voltaria pra fazer arte de criança
em Maui parece que toda criança já ganha de presente quando no berço, uma prancha...:))

churrasqueira quase abandonada...ah se fosse no Brasil era disputa acirrada para fazer o churrasco, pois ao invés de ser na laje, à beira da praia é bem mais chiquetê..kkkk
nem um pé eu molhei
a areia é toda preta por causa do vulcão...já imaginou um bikini branco? ahahaha..melhor usar uma cor escura.
teve gente que achou que ia se esbaldar na praia e se preparou com um chapéu a la mexicano...coitado, fez a maior cara de decepção porque o mar não era propício para o surf.
Depois que descobri a piscina do hotel com água salgada, com vista linda, proibida para menores de 16 anos, e que, praticamente não tinha quase ninguém, não quis saber em voltar na praia para ver se eu me apaixonava. Fiquei mesmo foi de conversê com alguns turistas americanos que descreviam a praia como a mais linda, maravilhosa, perfeita, encantadora do mundo. Sei que se eu voltasse lá estaria com os mesmos conceitos, porque sou fácil de me apaixonar pelo mundo. Mas já imaginou a minha cara pensando nas praias do Brasil e até mesmo de Lahaina enquanto ouvia o falatório? Ok, eu amei as montanhas e ficar ali sentada ouvindo o balanço do mar e o verde da natureza não tem preço!

Xoxo!

Comments