Lanai: a praia com areia fofa, água azul e rochas com piscinas naturais. Hulopoe Bay

Preparados para ver algumas fotos? Não me contive e, de forma repetitiva #sorry, as fotos me fazem lembrar a minha cara de OHHHH..cheguei no paraíso. Presta atenção na cor dessa água. Deixando as emoções de lado, vamos aos fatos. Saiu do barco no local de desembargue, lembres de marcar o seu horário desejado para a volta, e aí é só começar a caminhar não mais que 15 minutos ou menos a passos curtos e logo verás a praia pública à esquerda e à direita, o desejado Four Seasons.

Na orla tem árvores e palmeiras para você se esconder do sol ou tirar um cochilo, com mesa e bancos para se sentar e em alguns pontos, até churrasqueiras, duchas com água doce e pasmem: banheiro feminino e masculino com todas as amenidades necessárias para o uso. Tudo isso do lado esquerdo, na parte denominada de pública, porque na direita é a parte do hotel, onde tem as cadeiras com sombreiros. Reparou no movimento da praia? Perfeita para o sossego e na foto da sequência, foi o horário mais movimentado.
onde ficam os banheiros
Na parte dessa visão tem uma escada que te leva a uma piscina natural maravilhosa. Só precisa tomar cuidado com as ondas, bem como para não escorregar nas pedras.
a descida a um dos paraísos e a minha companheira de viagem: as havaianas todas sujas...kkkk
a piscina natural...dá para nadar tranquilamente na maré baixa..
eu que sou molenga só ficava mais na escada sonhando em dar um pulo naquela piscina logo aí na frente...olha a tranquilidade do mar...e a marca das havaianas no pé - 2 meses de chinelas

deu para correr e brincar um pouco na água e ainda fazer registro do momento molha bunda...kkkkk
até que a maré veio com tudo..:((.. eu saí correndo, porque a piscina enche bastante
algo que aprendi no Hawaii sobre o mar é que lá as ondas vêm em séries de 3. Sim, basta contar a primeira grande onda ou mais violenta..e logo vem a segunda...e a terceira...e aí poderás correr e entrar no mar..sempre nessa série.
desse ponto dá para ver a orla e o hotel ao fundo.
 
Depois de brincar na piscina compensa esticar as pernas na direção contrária do hotel seguindo a orla à esquerda confrome caminho da foto abaixo. Não mais que cinco minutos e logo você se depara com um cenário encantador e um mar agitado. Só para olhar e admirar do alto das rochas.
Cachoeiras dentro do mar. Não se engane, não fica próximo da água. Essa foto foi tirada do topo da rocha.
no mar se forma pequenas cachoeiras, com pontes e jacuzzi...kkkkk ....gente...será que estou vendo um peixe no final dessa foto se divertindo na jacuzzi? percebi isso só agora..estou tendo visões? seria um tuburão? deve ser o medo só de lembrar da altura do lugar e a violência da água lá embaixo. ...mas que parece um peixe parece. Tentarei achar a foto original para cortar bem próximo e tirar a dúvida.
óoooooooohhhh..reparem que lá no fundo -  no topo da foto tem alguém praticando stand up paddle. Corajoso! Eu não consegui fazer o registro das ondas grandes batendo nas rochas...á água jorrava até contra quem estava mais próximo da rocha, no topo a vários metros de altura...era divertido, assustador e um espetáculo da natureza...pasmei tanto que fiquei só segurando a câmera e olhando a formação posterior das piscinas.
 Você olha para a sua esquerda e jisuis...que lindo!...e tem alguém praticando stand up paddle. O mesmo, bravo, corajoso senão um heroi para ter tamanha coragem de enfrentar a bravura do mar em tal local. Essas fotos foram tiradas do topo da rocha, que são exatamente a mesma altura das demais do outro lado.
Claro que eu brinquei de registro do dia ou gordices do dia. Mike estava naquela rocha maior...e conseguiu fazer registro meus do lado de cá.
essa fui eu mesma quem tirei no timer...ahahahah

esse pontinho na rocha sou eu absolutamente encantada com as cachoeiras. As rochas, vista de perto, parecem que foram feitas de tijolos, principalmente as do outro lado...fotos by Mike
reparem no alvoroço das águas..quase tipo redemoinho no mar ..to tonta só de lembrar.
ao caminhar todo cuidado é pouco para não desequilibrar ...é muito alto.
tem uma prainha na parte mais baixa, mas absolutamente inacessível.... da natureza para a natureza.
mais uma cachoeira.. elas ficam perfeitas quando a maré jorra água sobre as rochas de forma mais violenta


E chega ao fim as fotos do paraíso, com carinha triste de saudades de lugares que transmitem paz. Sim, Lanai tem uma energia boa, uma brisa com gosto de vida, uma areia fofa de desejar brincar igual aos tempos de criança e não pensar o quanto a vida é dura, as vezes amarga, mas simplesmente viver as horas ou dias em um lugar que os olhos não cansam, mas se tornam mais brilhantes com um desejo na alma de viver mais 200 anos para poder retornar ao paraíso ou encontrar outros pelo mundo.
xoxo e até o próximo post com a visão do hotel!

Comments