Vaticano: Basílica de São Pedro - arte, anjos e fé

no alto, as estatuetas representam Jesus ao meio e seus 12 discípulos

Cidade do Vaticano, a sede da igreja católica, o menor país do mundo equivalente a 44hecatres. É ali que se encontra a Basílica de São Pedro. Tem por chefe de governo, nosso vizinho argentino, a usa Excelência o Papa Francisco. Um local cheio de história e fé. Há ainda, para embelezar o local a Guarda Suíça Pontifícia, que cuida da segurança do Papa e são as forças armadas do Vaticano, com bandeira alterada de acordo com o emblema de cada Papa

Amei essa parte da guarda, que achei por bem trazer o que nossa sábia Wikipédia relata, para facilitar a vida dos leitores. Permita-me: 
"É o único grupo de soldados particulares que a lei suíça aceita. Do corpo da Guarda Suíça só podem fazer parte homens de robusta e rude constituição física, com um mínimo de 1,74m de altura, católicos, com diploma profissional ou ensino médio concluído, com idade entre 18 e 30 anos, e não casados (só os cabos, sargentos e oficiais podem ser casados)1 . Devem também ter feito já treino militar do exército suíço, não ter registo criminal e ser de reputação social absolutamente imaculada. Dois anos, eventualmente renováveis até um máximo de 20, são o tempo de compromisso máximo de um membro da Guarda Suíça.
O curioso uniforme da Guarda Suíça é um espetáculo à parte. Com sua malha de cetim nas cores azul-real, amarelo-ouro e vermelho-sangue, causa estranheza que um soldado esteja trajado com roupas tão coloridas. O design do traje é atribuído a Michelangelo e pode ser visto tanto no Vaticano quanto no castelo Papal de Avinhão, sede do papado nos séculos XIII a XIV.
A língua oficial da Guarda Suíça é o alemão. O seu lema é "Com coragem e fidelidade" (em latim: Acriter et fideliter) e tem como patronos São Martinho (festa em 11 de novembro), São Sebastião (festa em 20 de janeiro) e São Nicolau von Flüe, "Defensor Pacis et pater patriae" (orago da Suíça, com festa em 25 de setembro)."

Se você gosta de igreja vai amar a Basílica de São Pedro. Ela é imensa e a mais linda que já vi na vida. Tem tanto anjo lá dentro que entrei e não queria mais sair para ver se eu me transformava em um deles. Foi um lugar que me senti bem, protegida, amparada, como se tudo ali estivesse velando pela segurança ou salvação (ok, amo um buteco ou restaurante...kkkk). Dentro, tudo é perfeito, assim como do lado de fora, na praça. É tanta harmonia e uma arquitetura maravilhosa que você começa a pensar que chegou no céu. Mas o céu é dentro da igreja.



Na Basílica está todo o encanto manifestado em arte para nossos simples olhares e para a paz da alma. Vamos a alguns registros.

o batismo...tive a oportunidade de assistir um em inglês. Foi maravilhoso. A criança parecia um anjo. 
 Essa é a parte da igreja onde acontece o batismo. Depois de perambular pela igreja atrás de um tour em português, onde ouvi tudinho o que o guia explicava..kkkk, parei para assistir ao batismo. Foi belo, e a criança com carinha de anjo e vestido feito um deles. Não aprontou escândalo ao ter em sua cabeça a água jorrada, para o espanto de todos.
detalhe do piso...arte em tudo

Para quem nunca foi ao Vaticano ou foi e não entrou na Basília, fica aqui a pequena demonstração da beleza do lugar. Só não consegui ver o Xico...no dia anterior houve uma celebração e eu perdi.
O melhor horário para entrar na igreja é pela manhã. A fila é pequena. Chegue antes das 9. Não se paga para sentir um pouco de paz. 

Comments