A fonte inspiradora

Revendo algumas fotos antigas, bateu vontade de puxar mala para qualquer lugar do mundo, ainda que esse mundo fosse logo ali. Só teria uma condição: que a temperatura fosse inferior a 18C e superior a 9 graus...kkkk. Seria pedir muito? não né?

Como a vida é feita de sonhos, vou sonhar que estou na Itália, passeando pelas ruelas de Roma, bebendo um bom vinho italiano, comendo muita massa, imaginando como seria a vida no império romano ou como seria o nosso Brasil, a nossa vida hoje se fosse esse país, com milhões de leis que mal se cumpre uma e injustiçadamente, levado ao domínio por qualquer outro que tentou fazer dele colônia. Se houvesse o direito de escolha e voto, ficaria entre Inglaterra e França ahahaha. No mínimo seria um país diferente e estaríamos falando francês ou inglês...ahahahaha. 


Depois desses sonhos sem futuro, só queria mostrar um pedacinho do coliseu romano e a fonte quatro rios na Piazza Navona, em Roma e dizer que o calor aqui está tanto, que merecia, na cidade inteira e vilas das redondezas nordestinas, fontes iguais a essa pra distrair a vida da gente. 
 Seria um prazer se pudesse sentar próximo a uma fonte em todo entardecer, ouvir o som das águas e contemplar a arte que enriquece e ornamenta a fonte. Enquanto isso, me sobra uma praia  à beira do atlântico e o som das ondas. Melhor seria se pudesse as cidades brasileiras se inspirarem nesse modelo romano, embora tal sabedoria esteja extinta do planeta.
essa fonte não é a navona.

Comments