Lisboa: hospedagem a preço bom - hostel Yes Lisboa

vista a partir das muralhas do Castelo de São Jorge
Dai-me uma passagem, uma estadia que o resto eu me viro, mas se quiseres incluir no pacote a alimentação não tem problema.kkk. Sonho de muitos e meu, claro, em viajar pelo mundo sem ter que contar moedinha. Mas se não tens um cartão de crédito gordo, muito menos uma conta bancária recheada, há formas de se viajar por aí, hospedando-se em hostels para salvar o suado dinheiro com alimentação e transporte.

Muitas pessoas tem pavor de hostel. Eu também, mas fazer o que se o dinheiro é curto e queremos viajar? Na última viagem para europa, tirando a parte do AIRBNB, onde aluguei um apart mara na cidade de Porto, a programação foi hostel (alberque). 

Primeira parada: Lisboa. YES LISBOA HOSTEL. Localizado na baixa chiado, perto de tudo e com tudo à volta rs. Dá para fazer tudinho a pé. Tem também ônibus a uma quadra, tem bondinho (os bonitinhos) e metrô. Tanto metrô quanto ônibus te deixam perto do hostel, inclusive os vindos do aeroporto. 

O quarto compartilhado são os mais baratos e, claro, eu fiquei em um deles. O hostel tem também quartos individuais. Experiência e falta de dinheiro fazem a gente aceitar a vida do jeito que dá. No compartilhado as camas são fechadas com cortinas pretas para dar maior privacidade na hora de dormir. O banheiro é logo do lado da porta, na parte externa e está sempre limpo. Os lençóis são bons. As camas são arrumadas - amo essa parte de alguém arrumar a cama. Quem não gosta? 

O hostel oferece, ao preço de 10.00 euros, jantar todos os dias (preço em Abril/2015). 
No valor da estadia você tem incluso café da manhã e wifi e, salvo engano toalha! 
A internet é boa, muito boa. 
Tem cozinha e você pode preparar a sua própria refeição. 
O bar funciona a noite todos os dias, permitindo barulho até as 23h. É animado, gente nova, muita gente nova. Quase que criancinhas. 


Quando disse que é perto de tudo, dou o exemplo: a praça do comérico está a uma quadra e poderás, mesmo só, ir e vir a noite para jantar em um dos restaurantes que possui na praça. Por toda parte encontrarás lugar para comer. Se andas um pouco mais, estarás no bairro alto com diferentes opções de bares e restaurantes. 

Tudo está ali do lado. Até o Castelo de São Jorge dá para ir a pé. Eu fui. Não mais que  15 minutes de subida e pimba! No desce e sobe de bondinhos para assistir, lojinhas alternativas, quando se deparas está na entrada do castelo. 


Amei tudo, mas como nada é perfeito, na nota dei um ponto a menos - as criancinhas europeias são barulhentas, muito, mas muito mesmo. Não se importam com o horário e falam alto, gritam, cantam e batem portas a cada segundo.

Comments