Budapest: alugando apart pelo Airbnb

IMG_9271
vista a partir da entrada do apart by AirBnb
vista a partir da entrada do apart by AirBnb

Viajar é algo que todo mundo aprecia, alguns mais que outros. Quem não?! Melhor seria - viagem dos sonhos, aquela onde você teria o trabalho apenas de pegar a bolsa e partir (coisa fina e rica), sem se preocupar com mala (um caso a parte) e estadia. Esta então, talvez seja a pior parte quando não se conhece o destino. E por isso irei falar aqui dos locais onde fiquei na última viagem à europa. Preparados? Mas primeiro segue aí gente o instagram @sosodreams kkkkk.

Nunca tinha estado no leste europeu e ano passado decidi que iria iniciar a viajar por aquelas bandas. Voando pela American Airlines com direito a stop over em NYC, o primeiro destino foi Budapest, com conexão em Londres (vou falar depois como é simples). E obviamente foi aquela saga na procura de local para se hospedar em Budapest. Depois de ler e reler, achei que a melhor opção seria AirBnb. Seriam 7 noites na cidade com pretensão de me sentir em casa (apesar de eu amar um hotel confortável que nem sempre o orçamento permite).

Não poderia ter feito escolha melhor. O apart era bem central, lado Peste, onde tudo acontece. A Basílica de Sant Estêvão estava a duas quadras e ali nos arredores os restaurantes, bares, lojas de grifes, lojas locais e as conhecidas baratex que tem espalhadas pelo mundo. O parlamento Húngaro a poucos minutos de caminhada, bem como a travessia na ponte principal para se chegar ao lado Buda onde fica o palácio.

Peter, o dono do apart foi super simpático na entrega das chaves e ainda me permitiu sair depois do horário previsto em decorrência do meu vôo ao próximo destino.

Vamos ao apart que continha: banheiro com banheira e ducha espetacular, banheiro secundário (esqueci de tirar foto), máquina de lavar, cozinha completa, sala enorme e aconchegante, quarto espaçoso com closet e entrada com bancada cheia de gavetas.


IMG_8416IMG_8443

A escolha por um apart equipado é uma ótima opção para quem gosta de preparar a própria comida. Confesso que sempre penso em cozinhar, mas a tentação de experimentar os pratos locais vence sempre.

O preço para 7 noites saiu em torno de 450 dólares e ainda, por eu ter feito através do site do  AIRBNB no Brasil, pude dividir em até 3 vezes.

Comments